sábado, fevereiro 04, 2017

segunda-feira, janeiro 23, 2017

quarta-feira, janeiro 04, 2017

quinta-feira, dezembro 29, 2016

F**k 2016

Agora que o ano de 2016 se aproxima do fim, tem sido crescente a tendência de o considerar um péssimo ano, um ano terrível, cheio de tragédias tamanhas e mortes em barda. Já no ano passado tinha, de certa forma, reparado no surgimento, ainda que ténue, dessa tendência. Onde? No Livro das Caras, pois claro. Esse grande Muro das Lamentações, à beira do qual se ateiam várias Fogueiras de Vaidades e onde o RIPanço se espalha qual vírus. Tudo isto é viral, tudo isto é rede social, para o bem e para o mal.
Revejo-me pouco nestas redes sociais e respectivas tendências, especialmente quando são regurgitadas de forma histérica e descontrolada. Todavia, numa coisa estou de acordo. 
2016 foi realmente um dos piores anos de sempre. No que a mim diz respeito. 2016 espancou-me, depois de me atropelar. O que não me mata, torna-me mais forte, é costume dizer-se. Pois, também como se costuma dizer, só o Tempo o dirá se assim é. O Tempo cura tudo. Dizem.
Desejo fortemente que este ano, e inerentes recordações e mazelas se afoguem no pântano do Tempo, de forma a que, daqui a algumas décadas, só as boas memórias, as recordações carinhosas, venham à tona e ali fiquem para devida contemplação e deleite. Tudo o resto, que se afogue no lodo mais escuro e peçonhento que houver disponível.
A mera operação matemática 2016+1=2017, não significa, só por si, e infelizmente, grandes mudanças. Mais do mesmo decerto. Mas também mais vontade de me esforçar por mudar. Se não o Mundo, se não as pessoas, Eu próprio.

terça-feira, dezembro 13, 2016

2017

Já agora, despacho este também!
2016: que o diabo te leve. 2017: viva 2018!

segunda-feira, dezembro 12, 2016

É Natal...

...trálálá.
Chegou, portanto, o momento de mais um post derrogatório relativo à quadra. Mas, este ano, não tenho paciência. É Natal, trálálá! As renas cagam no estábulo. O Pai Natal tira macacos do nariz. Os duendes estão atrás do barracão a fumar droga. Hurra! Done. Next.

segunda-feira, novembro 28, 2016

Issues

You seem to have major malfunction issues
But it's too late, too late now, or so it seems
The wheels were set in motion a long time ago, while you were looking away
Nothing more to do now than bear the brunt of it
Keep a stiff upper lip and deal with it
Disguise and pretend,
With smiling teeth,  it'll be ok...
Not that there's someone paying attention anyway

Gunther Dünn

quinta-feira, novembro 24, 2016

quarta-feira, novembro 23, 2016

Baby S

Simone ao colo ainda em convalescença. Não me deixa pôr os videos em pausa...sempre que o faço insta-me veementemente à maneira dela, a voltar a pô-los a tocar. Abana a cabeça e bate palmas. Olha para o cabelo do tio Dave e Cia e puxa pelo meu...deve ser para ver se cresce...

sexta-feira, novembro 11, 2016